quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Passado e Presente

Olho para o dia a dia e vejo como é engraçado, como tudo muda rapidamente ou não. Na época do malfadado (o velho ditador) Portugal era um país parado no tempo. Os anos passavam, mas em Portugal não, pelo contrário retrocedia no tempo, cada vez mais atrasado, ignorante e religioso.
Felizmente existiu o 25 de Abril de 1974 que pôs fim ao retrocesso de Português no tempo.
Desde aí Portugal disse "Voltei!" para o Mundo e escolheu o caminho da modernidade.
Entretanto a religião que era a coisa mais importante na altura do malfadado, já o não é, hoje em dia tem a tendência a tornar-se numa piada sem graça e cada vez menos gente hoje se interessa.
Como podemos ver ao longo dos séculos a religião esteve sempre associada ao atraso intelectual, à censura e ao medo das novas coisas.
Além disso a religião foi sempre uma razão para justificar algumas das maiores atrocidades que se cometeram ao longo da história, por exemplo guerras santas.
Tendo em conta tudo isto, vejo que para a concretização do próprio ideal de muitas religiões (a paz mundial), é necessário o fim das religiões para o pleno desenvolvimento harmónico do mundo.
Resumindo para a paz mundial ser possível o fim das religiões, quaisquer que elas sejam, é inevitável.

Sem comentários: